A vida começa aos 40 graus!

O calor, além de proteger o corpo de lesões musculares e estimular a recuperação de lesões ocorridas em outras atividades esportivas, também intensifica a desintoxição por meio da transpiração e aumenta a queima de calorias durante a prática do yoga. 

Cada postura alonga e fortalece músculos, ligamentos e articulações para a postura seguinte. Esta série incrível e acessível a todas as idades e condições físicas é a malhação ideal para o corpo inteiro, dos pés à cabeça, de dentro para fora e de fora para dentro. 

Bikram      Hot Yoga emagrece!!!

Cassiano Garcia Ferreira

Bsc. Exercise, Nutrition and Health                                                                        Graduação combinada em Exercício, Nutrição e Programa de Saúde                  Oxford Brookes University - Reino Unido

 

Olá,

A primeira vez que me interessei por hatha yoga foi na decada de 90, na época morando na Alemanha e dançando para uma companhia de dança-teatro. Meu interesse era o de alongar e revigorar o corpo cansado depois de uma maratona diária de aulas, ensaios e performances. Pode parecer bizarro querer descansar o físico cansado com outra atividade física, mas é exatamente isto que diz o mestre,  o yoga é a única atividade física que revigora os tecidos musculares e restaura nosso nível energético, "yoga é o posto de gasolina do corpo humano"!

 

Anos mais tarde cheguei ao método Bikram após duas intervenções cirúrgicas no joelho, aqui vou citar lo outra vez:  "Saem por aí correndo maratonas, saltando, lesionando seu corpo  e aí vem pro yoga esperando milagres!" E foi isto mesmo, cheguei com meus joelhos destruídos e buscava um milagre. O yoga não faz milagres, é uma ciência, que quando aplicada  ao movimento com profundos alongamentos  restaura e fortalece os músculos que suportam as articulações, amenizando as lesões de impacto e criando oportunidade para a articulação se restabelecer. Três anos mais tarde, depois de um progresso lento e continuo, para a surpresa de meu médico me recuperei.. Estes anos de dedicação fez crescer em mim a paixão que hoje trago pelo yoga, em especial por este método simples e acessivel a todos e com resultados tão surpreendentes. 

 

Após um estágio com o Bikram em San Diego, na Califórnia, fui graduado e comecei a dividir seus ensinamentos e segui estudando. Acho fascinante & imensamente gratificante dividir esta pratica com outros e poder observar, aula após aula,  à transformção contínua de cada um, fazendo jus ao ditado:  é dividindo que se recebe!

 

Paula Issa

Paula Issa
Paula Issa
Olá,
Comecei minha prática a dois anos, e tudo mudou!! 
Descobri um lugar acolhedor, que me fez bater de frente com todos os meus medos e inseguranças!! Aos poucos, fui conhecendo nosso querido professor Cassiano, e logo surgiu a idéia e o interesse de estudarmos postura por postura! E isso mudou minha vida!! Larguei uma rotina estressante, mudei minha forma de ver a vida e de olhar pra minha pessoa! O processo de olho no olho, diariamente é, com certeza, meu grande professor!
Aprendi a ter paciência no processo, que vai ter dias ruins, mas que estes passam! Aprendi que yoga é para todos, independente do que você  esteja apto ou não a fazer! Aprendi que todos temos nossas diferenças, e aí está escondida toda a beleza da vida! Somos todos um, neste universo! Aprendi também a tomar consciência do que meu corpo pode naquele dia, e perceber toda a minha evolução na prática das posturas! 
Sou muito, muito grata por tudo o que aprendi, por tudo o que contribui pra a prática e evolução da minha pessoa e de todos que nós acompanham! 
Tenho várias posturas favoritas, uma delas é padahastasana, logo no começo aliviando tensão na parte posterior das pernas e lombar!  A postura que preciso aprender a gostar é sasangasana, postura do coelho, o desafio está em elevar o quadril puxando os calcanhares e juntando ao mesmo tempo, além de manter o estômago pra dentro!! 
 

Ariana Fretta

Olá,

Foi uma dor no joelho e depois outra mais intensa no quadril, que me obrigaram a interromper a minha maratona de corridas. Alguns especialistas alertaram da impossibilidade de manter atividades de alto impacto, diante do meu quadro. Logo eu, aficionada por movimentos, aulas de dança, aeróbica, corrida, natação, ciclismo e, de repente, a recomendação média desestimulava toda a rotina de exercícios físicos.

 

Um amigo londrino, desses que nos acompanham durante a nossa jornada terrestre (e tomara que em outros planos também), havia recomendado o método BIKRAM, mas a oferta era escassa, as dúvidas eram muitas e o tempo ainda mais curto.   Após a mudança para Florianópolis, a notícia de um estúdio de hot yoga no bairro Rio Vermelho permitiu meu encontro com a modalidade que transformaria a minha vida. O dia era 27 de novembro de 2014, ainda me recuperava de uma cirurgia no joelho, mas o estímulo recebido, através da possibilidade da recuperação gradativa e consciente, me deixou apaixonada. Desde então, nunca mais parei. A cada nova aula, um encontro comigo mesma. A cada respiração, o alívio das dores. Aos poucos, sentia cada vez mais meu corpo em sintonia com o meu espírito e, portanto, estava comprovando, na prática, as benesses de ser uma verdadeira yogui.

 

Os benefícios são muitos: fim das dores crônicas, melhora do sono e do humor, aumento do controle respiratório, alongamento e amplitude correta dos movimentos, quietude da mente e serenidade durante a rotina profissional. Ou seja, era vital que eu persistisse nesse caminho, de modo, que solicitei ao instrutor Cassiano que me guiasse na busca por uma prática orientada pelos ensinamentos daqueles que a tornaram mundialmente reconhecida.


Agora em minha prática diária agradeço pelas mudanças que o yoga trouxe para a minha vida e pelo método BIKRAM que me aproximou de pessoas iluminadas.

 

 

 

Estela Santiago

Olá,

Comecei a praticar yoga há pouco mais de um ano. E não sei se eu encontrei o yoga ou se o yoga me encontrou…

 

Tive colegas  yogis que falavam de como tudo mudava quando se encontrava conforto dentro do desconforto, mas acho que nunca entendi o que eles queriam dizer, pois nunca cheguei a praticar ou estudar yoga. Fiz faculdade de   Educação Física para seguir trabalhando com dança, minha paixão de infância e adolescência, e assim foi até 2003, quando minha filha nasceu. Nos dez anos seguintes fiz aulas de natação e pilates e em 2013 encontrei uma turma para voltar a dançar.

 

 Mais ou menos na mesma época abriu um Studio de Hot Yoga pertinho da minha casa, no Rio Vermelho. Toda vez que eu passava pela frente eu olhava (sempre gostei muito daquela casa) ,achava muito legal ter um studio ali e ficava feliz pelo movimento no bairro, mas nem cogitava entrar: - Eu nem gosto de sauna! Não vou gostar de fazer yoga numa! - era o que eu pensava.

 

  Até que uma amiga veio me contar que estava adorando e me convidou para ir na próxima prática que seria no domingo as 10:00 e eu fui!  Foi amor a primeira prática! Não parei mais! Estava fazendo fisioterapia para tratar uma lesão na coxa e optei por trocar por práticas frequentes de Bikram Yoga: foi um acerto! Não precisei parar de dançar, mas agora me divido entre 2 paixões .

 

 Com o Yoga estou mais sensível para perceber as mudanças constantes em mim. Hoje entendo o que tentavam me dizer quando falavam em Encontrar conforto dentro do desconforto